• Santa Casa no Facebook

NOTÍCIAS

04/11/2014

Representantes da Comunidade visitam o Hospital do Câncer de Franca



Na última quinta-feira, 30 de outubro, o Projeto "Visitando o Hospital" levou representantes da comunidade para conhecer a estrutura do Hospital do Câncer de Franca, para que pudessem ver de perto como são empregadas as doações recebidas através de nossas campanhas do Telemarketing e dos Eventos promovidos pela instituição.

Esta iniciativa visa manter a transparência e o respeito com os contribuintes e a comunidade em geral, que sempre estão ajudando o Complexo Hospitalar Santa Casa com doações e participação em nossos eventos. A diretoria da Santa Casa de Franca agradece!

Postado por Visualcom

Tags: Eventos, Investimentos, Hospital do Coração,

04/11/2014

Crianças tocam flauta para pacientes do Hospital do Câncer de Franca



A "Ronda de Flauta Doce" - um projeto da Diretoria de Ensino de Franca, presenteou os pacientes do Hospital do Câncer na manhã da última sexta-feira (31/10) com música de qualidade tocada pelas crianças das Escolas Estaduais Prof. Benedito Eufrasio Marcondes Vieira e Prof. Agostinho Lima de Vilhena.

A diretoria do Complexo Santa Casa de Franca agradece aos coordenadores pela inciativa, que com certeza fez mais agradável o dia destas pessoas.

Postado por Visualcom

Tags: Eventos, Hospital do Câncer,

12/08/2014

Santa Casa de Franca recebe certificação de Hospital de Ensino

No último dia 30 de maio, o Ministério da Saúde expediu uma Portaria Interministerial, de nº 1.214, certificando a Fundação Santa Casa de Misericórdia de Franca como Hospital de Ensino. A publicação foi feita no Diário Oficial no dia 2 de junho.
 
A instituição foi avaliada pelos órgãos certificadores, que são os Ministérios da Saúde e da Educação, sendo que o parecer do relatório expedido pela comissão que visitou a Santa Casa foi 100% favorável à certificação do hospital.
 
O título "Hospital de Ensino" é concedido a centros de atendimento hospitalar que colaboram com universidades e faculdades, com os objetivos de participar nas atividades de formação e de investigação no domínio do ensino dos profissionais de saúde, como Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia, Odontologia, Psicologia e Nutrição.
 
O coordenador do Departamento de Ensino e Pesquisa da Santa Casa, Donizete Santos, relata: "esta é uma conquista muito grande para nossa instituição e não seria possível sem o apoio da Administração, dos Gestores Municipal e Estadual e o comprometimento de nossos gerentes, coordenadores, supervisores e colaboradores, que se envolveram de corpo e alma para garantirmos esta posição".
 
Em relação à certificação, o presidente voluntário da fundação, José Cândido Chimionato, ressaltou: "a partir de agora, nosso desafio é ainda maior, pois teremos uma grande responsabilidade, não somente com a manutenção de um título, mas com o comprometimento integral dos nossos profissionais com o atendimento à comunidade, que será diretamente beneficiada com o nível de qualidade que o hospital já possui e pretende ampliar".

 

Postado por Comunicação

Tags: Santa Casa,

12/08/2014

Santa Casa completa 117 anos



Com 117 anos de história, este patrimônio da comunidade permanece atuante e em constante evolução; atualmente a instituição passa por importantes modificações, tanto físicas quanto estruturais, com a implantação de um projeto de gestão integrada, com prioridade absoluta na retomada da sustentabilidade econômico financeira, visando o aprimoramento e a ampliação dos serviços, a humanização do atendimento, as reformas físicas necessárias, entre vários outros projetos.
 
No final de maio, a Santa Casa foi avaliada e reconhecida como Hospital de Ensino, título concedido a centros de atendimento hospitalar que colaboram com universidades e faculdades, com os objetivos de participar nas atividades de formação e de investigação no domínio do ensino dos profissionais de saúde, como Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia, Odontologia, Psicologia e Nutrição.
 

Breve Histórico
 
Fundada em 16 de junho de 1897 por um grupo cidadãos beneméritos, liderados pelo padre Cândido Martins da Silveira Rosa, a Santa Casa de Misericórdia de Franca iniciou suas atividades formais em janeiro de 1901, conforme registro em ata; primeiramente como Irmandade da Santa casa de Misericórdia de Franca e depois como Fundação, a partir de 19 de dezembro de 1935, segundo registro no 1º Cartório de Notas desta Comarca.
 
Reunidos no antigo “Largo da Misericórdia”, os cidadãos que participaram da decisão foram: Comendador Bento José do Vale, Álvaro de Lima Guimarães, Joaquim Marcondes de Faria, José Inácio de Souza, Thomaz José da Mota, Lucas Borges, Henrique Ferreira Barbosa, José Marcelino de Queiroz, José Bernardes Pinto Júnior, Joaquim Andrade Nascimento, Godofredo Alves de Castro, Álvaro de Lima Guimarães Júnior, Dr. José Luiz dos Santos Pereira, Antônio Carlos Barbosa, José Carlos de Vilhena e Ovídio Tristão de Lima.
 
A Irmandade exerceu suas atividades, desde a sua instalação, construindo o primeiro prédio, cuja planta teria sido projetada em Paris, sob orientação e cuidados do Dr. Jonas Deocleciano Ribeiro.

 

Postado por Comunicação

Tags: Santa Casa,

12/08/2014

Câmara homenageia colaboradores da Santa Casa de Franca



Na ocasião, os profissionais que receberam a homenagem por relevantes serviços prestados à comunidade, foram:
 
• Deusdete Martins Dias de Paula - Técnico de Enfermagem I
• Márcia Aparecida de Lima Silveira - Enfermeira
• Márcia de Sousa Morais - Auxiliar de Atendimento I
• Milene Lopes Pires Oliveira - Supervisora de Atendimento II - AME
• Shirley Aparecida Pesalacia - Assistente Operacional de Hotelaria I
• Wesley Beneli Rodrigues - Técnico de Enfermagem I

A homenagem é prestada em função da Lei nº 6.565, de 26/04/2006, de autoria do ex-Vereador Gilson Pelizaro, instituindo o dia 12 de maio como o Dia Municipal do Trabalhador da Saúde de Franca.

 

Postado por Comunicação

Tags: Santa Casa,

12/08/2014

Humanização no Hospital do Coração

O Hospital do Coração conta com uma equipe interdisciplinar para acolhimento e orientação a pacientes que serão submetidos à cirurgia cardiovascular. O grupo conta com psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas e uma agência transfusional, além de toda a equipe da recepção e colaboração do médico cirurgião. 

Os encontros são realizados em grupo todas as segundas-feiras às 9h30 da manhã com a presença dos pacientes que serão submetidos à cirurgia cardiovascular durante a semana. A equipe faz o acolhimento inicial, se apresenta, faz suas orientações e ouve as dúvidas e perguntas que possam surgir dos pacientes. 

O objetivo desta equipe é receber o paciente coronariano que já chega ao hospital abalado pela notícia e necessidade de cirurgia. Com a união dos profissionais, desde a entrada até a alta do paciente, é possível oferecer acolhimento e suporte para o enfrentamento de tal processo. 

Nossos primeiros resultados mostram que o grupo tem contribuído para melhor evolução clínica do paciente no período pós-operatório, além de ajudá-lo a lidar com a incômoda ansiedade comum nas hospitalizações dessa natureza.

Esta ação tem colaborado para um maior equilíbrio emocional, não só do paciente, mas de seus familiares, que são seus cuidadores no pós-alta.

 

Postado por Comunicação

Tags: Hospital do Câncer,

12/08/2014

Doação de múltiplos órgãos

A doação de órgãos é um momento imprescindível para quem aguarda o transplante e para garantir uma melhor qualidade de vida para estas pessoas. Em 2000 foram criadas as CIHDOTTs - Comissões Intra-hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes, para organizar a captação de órgãos nos hospitais com mais de 80 leitos. A doação pode ocorrer em três momentos: o primeiro em vida, em que o doador precisa estar em boas condições de vida/saúde e que a retirada não comprometa suas funções vitais; o segundo momento ocorre com morte de coração parado e o terceiro momento ocorre quando o doador se encontra em morte encefálica, que consiste na parada completa e irreversível do encéfalo, constituído pelo cérebro e tronco cerebral.
 
A CIHDOTT da Santa Casa de Franca oferece às famílias dos potenciais doadores a possibilidade de doação de MÚLTIPLOS ÓRGÃOS, quando o paciente se encontra em morte encefálica e, de doação de córneas após a parada do coração, momento em que a doação deve ser feita, após o consentimento familiar. Porém, atualmente a recusa das famílias em autorizar a doação é muito grande, por desconhecimento da vontade do potencial doador. Para termos uma ideia deste cenário, em 2013, de 1.193 óbitos ocorridos, menos de 10% de doações de múltiplos órgãos foram efetivadas.
 
Por isso, é importante que qualquer pessoa que queira ser um doador, manifeste com clareza este desejo à sua família, para que esta possa autorizar a doação futura. É importante enfatizar a necessidade de uma reflexão sobre a doação de órgãos, pois existem muitas pessoas que seriam salvas, mas perdem suas vidas sendo que, órgãos saudáveis deixam de ser doados. Veja na tabela abaixo quantas pessoas esperam por transplantes, somente no Estado de São Paulo.

 
NÚMEROS DA FILA DE ESPERA
(Estado de São Paulo – dez/2013)
 
Coração .................................... 131
Córnea ...................................... 562
Fígado ....................................... 1.174
Pâncreas ................................... 47
Pulmão ...................................... 111
Rim ............................................ 10.401
Pâncreas/Rim ............................ 483

Dados DOAÇÃO DE MÚLTIPLOS ÓRGÃOS 
(Janeiro a Novembro de 2013)
Óbitos ........................................................ 1.193
Doações efetivadas .................................    104
Córneas ....................................................      97
Múltiplos Órgãos ....................................       07

 
Informe-se! Ligue na Comissão de Transplantes da Santa Casa de Franca: (16) 3711-4195

 

Postado por Comunicação

Tags: Santa Casa,

12/08/2014

Unidade de “Cuidados Continuados Integrados” da Santa Casa de Franca

As Unidades de Cuidados Continuados Integrados permitem, além de um maior cuidado com os pacientes, a dinamização da estrutura hospitalar, liberando leitos e equipamentos importantes para o atendimento de outros pacientes; as Santas Casas de Ipuã e de Pedregulho também estão no programa.
 
Até o momento, a Santa Casa de Franca já encaminhou para Pedregulho 20 pacientes que ocuparam os leitos para eles reservados e receberam todos os cuidados necessários para a promoção de sua autonomia e melhoria de sua funcionalidade através de reabilitação e posterior inserção social, em sua própria família e na comunidade; a ocupação dos leitos é oscilante e, conforme são liberados, outros pacientes vão ocupando as novas vagas.




 

Postado por Comunicação

Tags: Santa Casa,

Fundação Santa Casa de Misericórdia de Franca 2014 © Todos os Direitos Reservados